quarta-feira, 24 de março de 2021

Menos é mais, um guia sobre vida e organização minimalistas.

Menos é mais organizando e vivendo uma vida minimalista
Foto: Pexel

 

Menos é mais. Um guia sobre como viver e se organizar no movimento minimalista.

Em casa e na vida essa frase faz todo sentido. No corre da vida moderna a gente passa muito tempo fora de casa. É trabalho, academia, happy hour com amigos, almoço na casa dos pais, dos amigos, reuniões com colegas de trabalho. Enfim, em casa a gente toma banho (quando não na academia!) e dorme.Mas daí veio a pandemia. E a nossa casa virou nosso restaurante favorito, nosso happy hour virtual, academia - colchão do yoga tem lugar fixo na sala - e mais: nossa casa virou OFICIALMENTE nosso escritório, local de trabalho, sala de reuniões.

Nesse livro, Francine Jay ensina de maneira bem leve, porque é importante a gente conhecer o movimento Minimalista. Países não ocidentais ainda são mais resistentes ao movimento, mas tem um porém: muita gente entendeu o que é ser minimalista durante a pandemia.


Mas, quantas coisas posso ter vivendo no minimalismo?

Não é sobre ter 5 ou 10 coisas apenas. É sobre ter o SUFICIENTE PARA VOCÊ. Para que atenda às suas necessidades de vida. Se você mora sozinho e realmente tem necessidade de 5 mil coisas para viver, ok. No entanto, para isso você se livrou de outras 15 mil, está super valendo. Mas seja verdadeiro com você na hora de desapegar e de realmente fazer o exercício: o que é necessário, o que é apenas bonito e o que é afetivo. 

Ser minimalista também é ensinar os que moram com você, parceiros, filhos. Uma educação minimalista nos trará adultos sensatos, sem a necessidade de comprar porque o seu vizinho tem, porque está na moda, porque "eu não consigo viver sem isso". E qual a real importância em termos uma geração ativa no modo minimalista? 

Resposta fácil e simples: pessoas assim valorizam as coisas boas, simples e externas da vida. Criar novos valores é importante.Trazem a vida para dentro de casa faz com que o sabor do café na padaria é muito melhor do que o que a cafeteria XPTO faz em casa; que frequentar a academia e socializar é muito mais legal do que malhar na esteira dentro da sala e alguns meses depois lutar contra o pó que ela acumula.


Organizando uma casa minimalista 

Organizar casas com tendência minimalista é interessante. A percepção de que cada objeto realmente tem uma razão de ali estar é interessante demais. Ao passo que, não menos interessante é organizar casas de pessoas pré-minimalistas. Dar rumo ao que realmente faz sentido na vida daquela pessoa. O exercício forte de desapego, que até pode ser sofrido naquele momento, mas veja, para evitar esse sofrimento, Francine Jay tem uma ideia incrível. 

Retire essa coisa de sua vida. Guarde numa caixa, na casa de alguém, deixe na garagem por um tempo e viva uns dias sem ela. Esse experimento vai te dar o termômetro do quanto aquilo é necessário em sua rotina. Bacana, né?



Bom, entre essas e outras esse livro entrou pra turma da cabeceira dos meus escolhidos. Uma delícia de ler, rápido e a gente consegue muito se enxergar e, principalmente, prever um futuro mais enxuto no sentido de liberdade. Afinal de contas, se a vida te surpreender com uma oportunidade fora do país, o que você levaria com você?

Pense nisso.

Beijinho, Milla.


Milla é jornalista, apaixonada por organização e P.O na MiDi Personal Organizer.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search