terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Você sabe o que é DIY?

Foto: Pexels

Fazer você mesmo, colocar a mão na massa, são ações muito bacanas porém, tenha em mente, se você não for um pessoa de planejamento, a possibilidade de "dar ruim" é grande.


Faça você mesmo (DIY - Do It Yourself), e seu significado


Essa expressão aqui no Brasil tomou força há alguns anos anos atrás incentivando as pessoas a fazerem suas próprias artes manuais para casa e acessórios pessoais, de forma a economizar e, porque não, ser uma espécie de hobby pessoal. Mas até chegar aqui, ele já existia há muitos e muito e muitos anos, nos Estados Unidos, quando tomou força por ser associado aos movimentos anticapitalista e anticonsumista da época.


Nos dias de hoje, o termo DIY é relacionado a diversos universos, tais como cenários musicais (indie rock e punk alternativo são alguns exemplos) e zines (que são as publicações de fanzines - junção de fã e magazine).


Mas nosso assunto é voltado mesmo para a MÃO NA MASSA necessária para a prática do DIY. 


Especialmente durante a pandemia, renovar e realizar essas tarefas que envolvem sujeita, equipamento, paciência e perseverança, tomaram força. Não raro temos amigos próximos e parentes divulgando e compartilhando suas façanhas nas redes sociais.


Seja em casa ou no jardim, na garagem ou home office, as pessoas - parte delas -, tomaram frente impossibilitadas de encontrarem mão de obra especializada e MÃOS A OBRA.


Significado de DIY
Foto: Pexels

No pós guerra, nos EUA, falava-se em DIY as pessoas que faziam seus próprios projetos de reparação de casas atingidas por bombardeios.


Faça você mesmo. Resultados surpreendem. Mas, tenha certeza de que isso é mesmo para você.


Na hora do resultado final é aquela sensação de missão cumprida! Uma delícia ver a realização de um trabalho que começou a sua cabeça e tomou forma, nasceu, vibrou mais forte na sua casa! Mas existem os empecilhos. Presta atenção:


Muitas vezes o problema é começar. Mas primeiro passo iniciado vira uma bola de neve e você não vai querer parar até o resultado final.


Tenha em mente que após iniciar existem dois caminhos: ou dá super certo, ou você se desespera, cansa, desencana e vira tudo aquela LAMBANÇA.


Conhecer-se! Isso é fundamental para praticantes de DIY. Se você é daquelas pessoas que se distrai, não foca, tem zero "match" com a caixa de ferramentas ou quer resultados imediatos, isso NÃO é para você.

Se você se encaixa nessas características acima, de verdade, melhor mesmo chamar o serviço do Personal Organizer. Conversar com ele qual a melhor maneira e, de repente, você pode participar do serviço, aprender e ai sim, será compensador.


Dá sim trabalho fazer você mesmo. Dá trabalho organizar, arrumar. E, ás vezes, pode ser chato. 


S.O.S 

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search